Google+ Badge

CRESCENDO SEMPRE.

Os meninos sonham...Saem em bando voando,  presos por uma linha que é a paixão. Correm entre o cerol e a força do fio e desembocam nas esquinas, presos no que é visto pelo seu curioso olhar, sentido e aprendido pelas sandálias de borracha.

Os meninos sonham... Saem em bando correndo, seguem atrás da esfera mágica, que despreparada os dribla pelos quatro cantos do dia a dia deixando-os com a cabeça em círculo e o coração confuso na esperança do poder. Ter!

Os meninos saem em bando deixando para trás os sonhos por ter o verde em ouro a escapulir por entre os seus dedos, sem que o cálculo ou o raciocínio lógico tenha sido apreendido pelos anos fora da escola.

De que vale sair em bando voando presos num pré destino?

De que vale sonhar e em bando vagar pelos quatro cantos de uma cela?
De que vale ter o ouro pelos dedos a escorrer sem saber dimensionar o valor da liberdade?
De que vale ser rei sem ser menino?
De que vale um objetivo sem um sentimento de pertencimento?
De que vale os parceiros de um momento obscuro se os amigos acendem o holofotes para que possamos olhar melhor?


O sentimento de tristeza  aprisiona estes corações, por saber que a vida dilacerada pelo instinto animal, tem o animal menino preso em um passado de faltas... Vazio social de direitos básicos, regras, amor, respeito, hombridade,desconhecimento do perigo do cerol, do balão incendiário e tão bonito, do prazer que faz nasceruma  vida e pode leva-lá a morte.

Cade menino toda a esperança de uma nação no sucesso de duas mãos que poderiam segurar o mundo?
Cade menino o seu olhar impassional, perdido dentro de sua própria miséria para enxergar a miséria de uma  família?
Cade menino o sítio da sua cela repleta de tanta solidão? 
Nãogol que mereça a falta de compaixão.

Dentro dos teus dias mora uma dívida, dentro do teu caminhar quadrado um passado que de certo deixará saudades por não ter sido realizado. 
Este foi o ouro a escorrer pela força da ambição de uma política excludente.
Uma criança que nasce, uma mãe que some na dor e um pai que não sabe o seu verdadeiro valor...
Que Deus tenha piedade de todo este enredo e nos afaste da ganância nos aproximando mais da solidariedade.